24 novembro, 2010

Retrato quase diário

É mais ou menos assim, toda segunda, quarta e sexta:

O despertador do celular toca às 7h20
Aciono o modo “soneca” e ele volta a tocar às 7h30
O primeiro pensamento: “hoje não”
Que vem seguido do “estarei jogando dinheiro no lixo”
Me pergunto de quem foi a ideia
Lembro que foi minha
Cogito mudar de turma
Lembro que os colegas são legais
E o professor é o melhor que já tive
Levanto
Piloto-automático total
Não por acaso, a mala foi arrumada na noite anterior
Mais ou menos 7h45 saimos de casa, Marido e eu
Caminhamos até o clube
Que fica do outro lado da rua
De novo: não por acaso
8h alongamento para aquecer
8h05 entro na piscina
A água sempre está menos quente do que eu gostaria
Enfim acordo ao nadar os primeiros 50 metros
8h45 a aula acaba
O coração está disparado
Cinco minutos de alongamento
Mais ou menos às 9h30 volto para casa
Respiração ainda ofegante (oi, eu tenho asma)
Pernas um pouco bambas
Braços meio pesados
Tomo café da manhã
E o dia começa com uma certeza:
Escolher a turma das 8h da manhã foi a melhor decisão de sempre.

2 comentários:

Erica Moreira disse...

Corajosa.... te admiro! Aqui virei a mais preguiçosa. Quando morei em uma cidade menor, andava de bicicleta todos os dias. Eu e o Marcelo chegamos a ir por uma ciclovia até a divisa com a Austria. Depois nos mudamos para Milao, trabalhando o dia todo não consigo ter muita vontade de fazer esporte qdo chego em casa, aliás tenho tempo para fazer comida, deixar a casa arrumada e assistir um filme ou ler um pouco.

Me conta seu segredo! Eu não sou forte assimmm

marcelo disse...

incríveis seus textos , kelli!
fazia tempo q nao entrava aqui, mas, ó... TÁ DE PARABENS!
bjao!