29 junho, 2007

A gente se acostuma a tudo...

Quando era adolescente, eu não fumava nem bebia. E achava super errado quem o fazia.

Depois que entrei na faculdade, o álcool ficou meu amigo. Ou fui eu que fiquei amiga dele? Não vem ao caso... Com o cigarro não teve jeito, mesmo que eu quisesse, minhas alergias não me permitem fumar, mas convivo com amigos fumantes harmoniosamente. E nem promovo mais campanhas antitabagistas.

Nessa mesma época, descobri que ir ao psicólogo é mais natural do eu podia pensar. Até então, minha referência de psicólogos era uma professora maluquinha, que usava roupas descombinadas e dava aula sem pentear os cabelos.

Hoje em dia, vejo amigos trocarem figurinha sobre seus tarjas preta, discutindo os baratos que cada remédio dá. E tudo com a maior naturalidade, como comadres que quando se encontram, pedem a receita daquele bolo laranja que é uma de-lí-cia.

3 comentários:

1worklover disse...

Sua professora era Belga? huashuashuash...

Por Inteiro disse...

Ainda bem que vc se acostumou a álcool, cigarro e problemas psicológicos... se não o que seria da nossa amizade? haha,
bjinhos, Bel

Anônimo disse...

Psicólogo não pode receitar remédio. Muito menos tarja preta.