06 novembro, 2009

Boas notícias

Eu tenho um monte de coisas para escrever aqui. São tantos pensamentos juntos e acumulados que dá nisso: post nenhum. Dizer que estou sem tempo seria a maior mentira, pois é mais uma questão de prioridade do que de tempo propriamente dito.

Enfim...

As aulas do meu mestrado começaram. Lembram? Eu contei aqui. O curso está as mil maravilhas. Nunca tinha pensado que me dedicar aos estudos daria tanto sentido para a minha vida, teria tanto a ver com o meu modo de pensar e os projetos que eu tenho para um futuro bem próximo.

A troca de experiências e conhecimentos é constante. O aprendizado está sendo imenso. A cada aula eu chego em casa querendo mudar o mundo, pelo menos o meu mundo. Afinal... o curso é sobre sustentabilidade e – resumindo ao mínimo – é sobre o mundo que eu vou deixar para os filhos que eu ainda vou ter que isso se trata.

Eu acredito que as coisas só chegam até nós quando estamos preparados para compreendê-las. Às vezes pode levar tempo, pode vir de um jeito que não esperávamos e também pode acontecer de estarmos à procura de algo completamente diferente daí um comentário nos faz olhar para outra direção e, como dizem por aqui, já está: um universo de possibilidades se abre a nossa frente e não é mais possível voltar atrás.

Não depois de ter acesso ao que tanto se buscava.

Como escrevi no Twitter dia desses, estou muito feliz com todas as coisas boas e as oportunidades que tem surgido na minha vida. E mais feliz ainda por estar aberta para aproveitá-las. Espero estar fazendo isso ao máximo.

Pode parecer meio Pollyanna ou mesmo maluco, mas eu tenho a certeza de que quem já passou pelo mesmo sabe exatamente do que eu estou falando. Não importa o que ocorreu de bom ou de ruim no meio do caminho, quando a gente sabe que *é isso!*, a felicidade transcende.

4 comentários:

As aventuras de uma brasileira no Egito disse...

Oi Linda,

Vim aqui te ver....

Gostei do seu cantinho.

Beijos e fiquem com Deus

Barbrinha e Bebejinho

Projeto Cortesia disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
luaith disse...

Que post liiiiindo amiga!
Tão verdadeiro!
Nada de Pollyanna, pelo menos não aos meus olhos, que me sinto exatamante assim.
Me identifiquei muito mesmo.
Parabéns pelas conquistas :o)

Ricardo disse...

Que legal Kelli!

Juro que eu não lembrava que era sobre sustentabilidade o mestrado!

Os moldes por aí são os usuais? Digo, logo, logo você estará correndo pra escrever a dissertação de mestrado? (muitas vezes chamada só de "tese" mesmo pelo mundo afora, mas vai que Portugal também separa tese de dissertação :) )

Beijos!